01 maio 2006

sobre este projecto

Este Sonho de 1 Noite de Verão, nasce com a vontade de São José Lapa em partilhar um espaço por ela muito acarinhado, onde pretende que aconteçam manifestações artísticas que proporcionem o crescimento da ligação que existe entre o Homem e a Natureza.
O voltar à terra é aqui promovido, ao abrir este espectáculo aos Habitantes da Zona de Sesimbra/Cabo Espichel. Uma ideia se pôs a circular entre os pontos de encontro de jovens e menos jovens daquela zona, a de que juntos poderiam criar o Sonho de 1 Noite de Verão. Foram abertas inscrições para actores e participantes e assim se começa a explorar a integração entre a peça que ali se pretende apresentar e o local com as suas particularidades e diferenças que tornarão este projecto mais próximo da população onde se pretende apresentar.
Deste modo se aguçam as curiosidades e se trazem novos públicos para o Teatro e as artes em geral.
Ao escolher fazer este projecto integrando a população local, teve que se optar por ensaios parciais aos fins de semana para que se conseguisse trabalhar com esses que acrescentam esta aventura às suas lides diárias. Assim se dividiu o periodo de trabalho e foi definido começar a ensaiar localmente em janeiro.

O Poeta Humanista, representa-se como consciência abstracta, doadora de sentido, num devir histórico, que o legitima dramaticamente, como ser no mundo ( Homem Cultural ), versus, o próprio mundo inorgânico que o determina (Homem Natural ).
A questão de liberdade humana perde sentido quando falta a memória. Entre Ser e Não Ser, é o tempo da inquietação, do desejo que nos projecte e promova, de aberrações mitológicas de outros tempos sem tempo, em seres quiméricos e mais que perfeitos.
Somos responsáveis por nós próprios, queremos articular a noção de tempo e espaço nesta geometria de valores. Enquanto “cidadãos do mundo” trazemos nas unhas a terra do nosso quintal. Desenvolvemos, portanto, o nosso projecto cultural no Espaço das Aguncheiras, nas imediações do Cabo Espichel, num vale aprazível, ladeado por um bosque frondoso de pinhal, macieiras, pereiras, damasqueiros, com o mar por perto. A sua localização próxima de Lisboa, numa zona de população rural e piscatória que recebe um acréscimo de população sasonal, os veraneantes das praias limítrofes, Sesimbra e Espichel; torna-se particularmente interessante e adequada ao que nos propomos, recrearmo-nos em harmonia com o espaço envolvente.
Atendendo à especificidade física do espaço-bosque onde decorrerá a acção do espectáculo e época do ano da sua previsível estreia ( 23 para 24 de Junho, noite de S. João ), assistiremos ao ocaso por volta das 21h, fenómeno natural, por si só, galvanizador do nosso intento artístico, agora sustentado de forma harmónica – luz natural do pôr-do-sol, som do espaço envolvente - pelo que, acreditamos dirigirmo-nos a um público genuíno que procure a excelência de uma Noite de Sonho de Verão.

Este Sonho de 1 Noite de Verão , com encenação de São José Lapa é um projecto que se orienta por dois vectores fundamentais:
A) Promover a divulgação de um grande autor de teatro, num contexto diferente: o espaço das Aguncheiras - Azoia, fora da zona urbana, inserida num concelho onde a oferta cultural é escassa.
A produção e apresentação deste espectáculo abrirá um novo ciclo de acontecimentos culturais no local -espaço logistico - da DECULTA, desenvolvimentos culturais das Aguncheiras, sempre aberto à criação e ao acolhimento artístico.
B) Analisar e redescobrir o texto de William Shakespeare com o objectivo de promover o teatro e a prática artística, cativando as populações menos habituadas ao fenómeno teatral, bem como a população sasonal da zona de Sesimbra, no sentido de lhes tornar próximo a arte e o míster da equipa envolvida.

Uma actríz, uma encenadora, com um vasto percurso no teatro de mainstream, enquanto artista que é, procura colocar a si própria desafios donde resultem novos e estimulantes resultados.
São José Lapa entusiasmou para este projecto que aqui apresenta, vários profissionais, que tal como ela se associaram ao longo das suas carreiras a projectos de qualidade.
Assim consegue levar consigo, pela sua força aglutinadora, para um local inusitado e para a prática teatral, actores e criativos que com ela se vão superar e surpreender o seu público habitual.
Acreditando sempre que do deserto cultural podem emergir oásis propulsores de “catedrais teatrais”.


sobre textos de São José Lapa

6 Comments:

At 23:33, Blogger _jakes_ said...

PERFEITOOOO! =) Tudo o que estamos a viver é uma catedral de aprendizagem e experiencia de vida! Obrigada a todos os que contribuem para este GRANDE projecto ;) Parabens a nosss =P * * * * *

 
At 11:16, Blogger J.A. said...

Muito interessante. Fiz uma referência no blogue 'Sesimbra':

sesimbra.blogspot.com/

 
At 11:09, Blogger susyruth said...

como se faz para comprar bilhete?
não há nenhuma referência a esse aspecto...

 
At 20:36, Blogger aiola said...

O desafio é grande, mas acredito qua a vossa vontade de vencer ainda seja maior. O grupo está de parabéns pela ideia, pelo entusiasmo e por oferecerem Cultura à nossa terra.

 
At 20:36, Blogger aiola said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 19:23, Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site...
humor de tuning International patent trademark offices http://www.ativan-and-withdrawal.info/Orthopedicappliancesorlando.html zellners appliances http://www.usedcisco-com-is-a-leading-global-trading-exchange.info/20-gauge-revolvers-with-shoulder-stocks.html household appliance pensacola

 

Enviar um comentário

<< Home